Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2009

Amando a Diferença

Imagem
Passou largos segundos, densos minutos, infindáveis horas, intensos dias, cansativas semanas, encantadores meses a olhar-te de longe, aproximou-se, tentou ter-te mais e mais perto. Primeiro em segredo, depois já não era capaz de calar o orgulho que tinha em ti, não conseguia deixar de gritar ao mundo a vontade que tinha de te ter perto, tu eras o seu tema de conversa mais fascinante. Vangloriava-te a cada frase e em cada sorriso tinha estampado o teu nome. Já todos sabiam de cor todas as datas que ela teimava em frisar, já todos sabiam de cor as sensações que ela experimentou de cada vez que lhe tocaste, já todos haviam decorado também todos os riscos que ela seria capaz de correr por ti. Obrigou toda a gente, vezes sem conta, a ouvi-la elogiar-te. Cada dia trazia um novo adjectivo para ti e um sentimento ainda maior. Reflectia no espelho uma cara tipicamente apaixonada, tinha na voz um timbre particularmente melodioso e o seu olhar emitia um brilho plenamente feliz. Lutou por ti como…

Saudade Adormecida

Imagem
Tocava na rádio a sua música favorita quando o semáforo ficou vermelho. Aproveitou para trautear o refrão e enquanto dançava reparou no condutor do carro do lado.
Conhecia aquela cara. Sentiu um aperto no peito, um nó na garganta, era ele! O seu melhor amigo do liceu, que não via há anos, estava ali. O rapaz olhou e ela sorriu! Ele virou a cara como se nunca a tivesse visto na vida. Naquele instante tudo parou. A rádio calou-se, as pessoas na passadeira pararam de caminhar, até os pássaros pararam de voar parecendo estar suspensos no ar. E à sua frente começou a passar um filme… Via-os aos dois, com treze ou catorze anos, sentados num banco de jardim a partilhar segredos. Reconhecia aquele sítio, era o jardim da escola que tantas vezes foi regado com as suas lágrimas.
Sentia agora uma enorme necessidade de lá voltar mas precisava daquele amigo. Apressou-se então a abrir o vidro do carro mas naquele momento tudo voltou a mexer, a locutora de rádio cuja voz sempre a encantou agora parecia…

Dependência

Imagem
Caminhas, com o teu ar gingão, e deixas que todas te observem. Passas a mão direita pelo cabelo louro, tirando a franja da frente da cara. De soslaio, piscas o olho sem que nenhuma delas perceba bem para quem foi. E segues o teu caminho em direcção àquilo que parece ser a tua meta. Ela te espera. Cabelo arranjado, caindo sobre os ombros, vestido azul e olhar ansioso! E quando finalmente estás a um passo de lhe tocar... O candeeiro cai, toda aquela multidão entra em pânico, ouve-se o partir dos copos, o tilintar dos talheres que tocam o chão e tu, tal como ela e todos os outros sais dali a correr para te salvares. Assim que a última pessoa saiu, o edificio ruiu, desmoronou-se pedra por pedra! E sessenta anos depois, sentado nessa cadeira de verga, és capaz de relembrar como se fosse hoje o olhar daquela jovem que nunca mais viste! E se a idade permitisse que te levantasses dessa cadeira, tu, com a tua ousadia, deixarias crescer de novo o cabelo, voltarias a desviar a franja e seguirias…

Instantes ...

Se eu te amo, tu nem me vês... Se eu te chamo, tu nem me ouves... Se eu te desejo, tu nem reparas... Se eu te observo, tu foges... Se eu te sinto, tu afastas-te... Se eu vivo para ti, tu vives para os outros... Se eu te dedico tudo o que sou, tu elogias tudo o que és... Se eu cresço ao ver-te sorrir, tu paras de o fazer... (...) Se eu me aproximo, tu finges que não percebes... Se eu te elogio, tu nem me agradeces... Mas... Se eu tento esquecer-te, tu estás sempre a invadir o meu pensamento... Se eu tento afastar-me, cruzamo-nos em cada esquina... Se eu fujo de ti, esbarro contigo... Estou doente, estou viciada! Tu és tudo! # Amo-te a cada momento <3>

- OPOSTOS (ou não) -

Aqui e Ali. Longe e Perto. Quente e Frio. Claro e Escuro. Público e Privado. Baixo e Alto. Gordo e Magro. Bonito e Feio. Preto e Branco. TU e EU. Quem disse que não podemos estar aqui com o pensamento ali? Quem disse que o facto de estares longe não te trás para mais perto? Quem nunca sentiu a sua pele quente a tocar um outro corpo frio? Quem insinuou que no meio do escuro não pode estar tudo bem claro? Quem não viu alguém a tornar público aquilo que sempre nos pareceu privado? Quem foi a baixo sem nunca estar no alto? Quem proibiu o gordo de namorar o magro? Quem impediu o bonito de amar o feio? Quem mentiu dizendo que o preto nunca será branco? Quem tirou o teu TU do meu EU? Não somos assim tão opostos!
AnaReisAnaSilvaDanielAmaralTaniaNunesBarbaraMadeiraFilipaBaltazarBeatrizPaisAnaPinheiroAnaMonteiroAndreCruzBarbaraMotaRubenNevesBeatrizGomesBrunaPereiraDavidLoureiroDiogoCarvalhoRitaVazRitaSantosDiogoFernandesJoaoSaramagoDiogoValençaEvgenyZhidkovFabioCostaFilipaValençaFabioFernandesGonçaloPereiraLuisAraujoInesFernandesBernardoRochaPauloFariaSofiaNevesTiagoSantosCatarinaMartins Algo vos parece mais mágico do que aquilo que sempre nos uniu?

O sonho

Aceitei? Sim , não tive outro remédio! Dói? Sim , porque te adoro! Porque és fonte de luz e de vida! E por mais dias e mais noites que este ano tivesse nenhum batia a felicidade daquela quinta-feira, aquele mágico dezasseis de Abril de dois mil e nove! Fotos são pequenos símbolos mas basta olhares para o brilho do meu sorriso para veres o quanto me fizeste feliz... Valeu a pena? Sim , valeu bem a pena cada fracção de segundo. Senti o teu calor, a tua respiração, o teu cheiro, o teu sangue correr nas veias, a tua electricidade, a tua vontade de vencer, o teu mundo... Nomes? Para quê? Não vale a pena, tu sabes! Tu e todos os que souberem ler o meu olhar! És a minha meta, a minha chama, o bater do meu coração, a minha respiração, a melodia que faz parte da minha canção, a brisa que beija o meu rosto todas as manhãs, a estrela que ilumina o meu céu todas as noites, és a minha paixão, vinteequatro és o sonho ! Tens-me na palma da tua mão, basta que a feches para que eu permaneça lá para sempre! Só…