Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2010

Respiras arte, Fipa

As luzes acendem-se, é lançada a música de fundo e sai a primeira modelo seguida de todas as outras. O público comentava, espantado e deliciado, a irreverência, a originalidade e a singularidade de cada peça exposta. O desfile levou os fotógrafos ao rubro. Os flashes ofuscavam os holofotes e intimidavam-se uns aos outros, atropelando-se. Os blocos de notas não paravam de ser percorridos pelas canetas e, folhas atrás de folhas, cheios de rasgados elogios ao evento. Evento este que, no dia seguinte, seria noticiado em todas as revistas de moda, em todos os jornais informativos e até a televisão e a rádio dispensaram pedaços dos seus programas para tecer inúmeras críticas positivas a este "maravilhoso espectáculo" como tantos viriam a apelidá-lo. Jovem atrás de jovem, vestido atrás de vestido, acessório atrás de acessório, tudo parecia estar em perfeita harmonia com o meio envolvente. A sala era rústica mas com exemplares únicos de arrojados elementos de decoração. Tudo fruto da m…
Foco sobre o piano, que começa a tocar. Foco sobre a guitarra, que o acompanha. Foco sobre o microfone, foco sobre quem o agarra. A boca abre-se, a melodia continua, saem palavras, saem sons, sai brilho, sai magia. Os escassos três minutos de som passam em três segundos e sente-se na voz uma única certeza «EU AMO ISTO!». Os olhos fecham-se, a voz cala-se e o piano e a guitarra dão lugar aos aplausos entusiásticos, elaborados de pé. Plateia ao rubro. Flores a cair no palco. Cartazes com o nome. Lágrimas a cair. Vitória contagiante. - Catarina, acorda!
Desde sempre o sonho e para sempre o sonho.

Palavrinhas Cruzadas

Imagem
Entrelaço momentos com memórias, sobreponho recordações, coloco no sítio certo cada barreira sem nunca consultar as soluções para tomar uma decisão. Aqui não há exercícios resolvidos. Faço do meu dia um jogo de palavras cruzadas em que um largar da caneta é morrer. Aqui a borracha não actua e o corrector não existe. Desistir é atitude proibida e mudar de página, só quando todos os assuntos estiverem resolvidos, só quando o jogo for fechado.
O bom das palavras cruzadas é que não existe GAME OVER. Quando o livro acabar, haverão sempre outros para preencher. O jogo só acaba quando o único jogador, eu, parar de escrever.